Cenas a que devia ter prestado mais atenção

Para além de me estar obviamente a referir aos My Bloody Valentine, uma banda brilhante que me passou praticamente ao lado nos nineties, e de que este “Only Shallow” é apenas um pequeno exemplo, tantas outras cenas acontecem e eu não dou por elas, não reparo, não ligo, e, pasmem-se, às vezes finjo não reparar.

No Domingo passado por exemplo. Belo churrasco num jardim florido ali para os lados de São Domingos de Rana. Fui incumbido de “deitar o olho” a dois petizes que se digladiavam por um baloiço. Distrai-me por entre uma Super Bock fresquinha e a conversa sobre os resultados possíveis para o último jogo daquela época, cujo nome não se pode referir. O puto número um empurrou o puto número dois, que se estatelou ao comprido por entre um pequeno morangal e uma cerca. Puto número um esmurrou-se todo não sei bem onde, pai do mesmo olhou-me de lado. Nunca imaginei que alguém se pudesse magoar com morangos. Mas lá está, devia ter prestado mais atenção.

Na grelha estava um piano com um aspecto delicioso. Grelhador XPTO de duzentos e tal euros, com regulador de temperatura e o camandro, era o prenúncio para umas prováveis papilas gustativas nos píncaros. Molho à base de mel, sementes de mostarda, e uma colher de mostarda Dijon, eram a quase certeza de um almoço perfeito. Mas eu devia ter prestado mais atenção. Distraí-me a conversar com os pais dos putos três e quatro, sobre as maravilhas do Raspberry Pi, e de como tenho agora acesso a filmes, séries e bola( esta em HD), de borla,  e sem downloads ilegais, apenas à distância de um click. Quando senti no cérebro a informação do estômago -Pá, tens ali piano à espera!!- , era tarde. Afinal não era assim tanta a quantidade, e não imaginava que os anfitriões tivessem convidado para almoçar, os alarves todos das redondezas. Comi salada, entremeada e pão de alho.

Eu devia prestar mais atenção a cenas. Achava que tinha isso como suposta qualidade, um gajo perspicaz, eagle-eye para  antecipar problemas, pensar duas jogadas à frente e tal, mas a verdade é que estou mesmo naquele estado comfortably numb. Eu que nem gosto de Pink Floyd.

 

 

4 thoughts on “Cenas a que devia ter prestado mais atenção

  1. Ouve a versão dos Scissor Sisters, que é garantia de dumb numb certo 🙂

    Quanto ao resto, não se deixa um piano à solta em evento em que as pessoas sejam mais que os dedos das mãos de um mutilado. Nem que estejam putos a ser devorados por morangos canibais de Chernobyl.

    • Mak, living and learning. 🙂
      Aos putos assoa-se-lhes o ranho e passa. Já o piano vai deixar saudades.

      Conheço a versão. 🙂 Ouvi bastante o álbum homónimo deles.
      Don’t ask. 🙂

  2. Eu era mais bolos e Sonic Youth. E também The Breeders. Foi um bom movimento.

    Deixa lá que todos passamos por fases numb em que estamos aparentemente acordados. Faz parte.

    • Cool! 🙂

      De Sonic Youth conheço pouco. Tirando a “100%”, que ouvi até à exaustão e ainda devo ter gravado em VHS, conheço pouco. Dos The Breeders só aquela que toda a gente conhece, a “Cannonball”. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.