Da minha janela consigo ver

Que o mundo acorda sempre da mesma forma, esteja eu ou não lá para ver. Que ninguém muda, independentemente de achares que sim. E que as mudanças, a acontecerem, acabam sempre por ser tuas. Fel, fel, vil fel. Não liguem. Já passa. Vi o Midnight In Paris na noite passada, mas ainda não decidi se adorei ou detestei. A ideia de poder trocar ideias com o Hemingway e a Gertrude Stein entre dois copos, desarma qualquer um, mas não sei se gosto do caminho para onde o Woody caminha. Os caminhos dele têm demasiados atalhos.

Já os “The National” ficam sempre bem em qualquer altura. Em casa dos amigos também. Ainda este fim-de-semana, sentado que estava a beber uma mini fresquinha, por entre umas sebes de bambu já a ganhar os primeiros rebentos, e uma àrvore cujo nome me disseram e não fixei, num pequeno jardim relvado, ali para os lados de Palmela, com vista para o Castelo. E a ouvi-los. E já não os ouvia il y a longtemps. E eles merecem.

18 thoughts on “Da minha janela consigo ver

    • É, não é, Gija?
      Gostei bastante do “Vicky Cristina Barcelona”, e do Matchpoint antes desse, mas depois desses já nem sei.
      Eu tenho uma certa aversão ao Owen Wilson, deve ter sido mais por aí. 🙂

      • Eu achei esse dois fantásticos e, de certa forma estava á espera de algo tão genial como tinham sido os anteriores e acho que fiquei desapontada, e concordo que a escolha do elenco também não foi muito acertada, só gostei mesmo da Marion Cotillard!!

    • Miss Kinky, costela alentejana? Conheço uns quantos que também só funcionam com os coentros. 🙂 Não gosto.
      Estamos de acordo com The National. Ficam bem em todas as ocasiões. -_-

  1. da minha janela consigo ver o Empire State Building com as suas cores todos os dias diferentes, a Freedom Tower e ainda a Maria Verdinha la ao canto….nao e para todos (foi so para me armar, mas e verdade :D) ahhh e as jolinhas tugas da minha varanda aqui neste apt. citadino tb sabem muito bem com esta vista, a musica trazes tu, boa?
    ca te espero Troll

  2. Gostei tanto deste post. não sei porquê!!

    já agora quando fores visitar a tua/teu amigo Xuxi nas americas da-lhe uma cabeçada por mim, e um pontapé tambem, já agora.
    EU tenho vista para o PINGO DOCE e só não tenho para o DIA porque a minha vista nao faz o angulo completo. AHH pois

  3. Excepcionalmente hoje tenho uma visão bastante bucólica: vejo a linha do comboio e o que resta de um cone vulcânico do Complexo Vulcânico de Lisboa, completamente verde e onde pastam vacas. Por entre eles passa o resta de uma antiga estrada da qual apenas ficou o nome numa placa toponímica. Esta imagem transmite-me tanta serenidade que estou há quase uma hora para voltar para o trabalho e não há meio.
    The National vai bem com tudo e se me ponho a ouvi-los então é que não faço mais nada…

    • Anna Blue, a vista da tua janela é infinitamente melhor que a minha. Eu pagava por alguma serenidade. Eventualmente quebrada pela música dos The National. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.