Enchidos

Entre vir ao blog e escrever umas frases para encher chouriços, ou escrever muita palha, como é infelizmente a opção de demasiados blogues, aqui opta-se pelo estar calado. São praticamente todos, os dias que aqui venho e tento escrever qualquer coisa, mas toda a gente vê o estado do País como eu vejo, toda a gente olha para a janela e vê a temperatura a começar a subir novamente, toda a gente se compadece do infortúnio do estado do Oklahoma. Não precisam de ler aqui isso repetido à exaustão. Podia falar-vos da minha vida, que também a tenho, mas não me apetece. Ninguém precisa de saber que bati hoje de manhã com o dedo mindinho do pé direito na beira da cama, urrei de dor, declamei as cinquenta e sete caralhadas que conheço em segundos e choraminguei. Sim os homens também choramingam. Ainda que de dor. A unha está negra, não consigo calçar nenhuns botins, mas acabei por encontrar uns velhos que me permitem andar sem fazer demasiadas caretas.

Ninguém precisa de saber que passei pela exposição do Syfy na PT Bluestation recentemente e encontrei aquilo cheio de erros, e que me custa a acreditar como é que uma empresa de Media pode tolerar uma coisa destas:

20130420_115054-1

 

Se o George Martin visse isto, rolavam cabeças. No canal Syfy não, porque continuo a ver esses mesmos erros no Facebook deles. Tenho um grau de tolerância zero para estas merdinhas.

Fui comprar camisas aos saldos. Numa das 38 grandes superfícies desta Lisboa a que ainda me vou habituando encontrei  isto:

20130517_204132

Sorri e concordei. É relativamente fácil apaixonar-me pelas palavras de algumas bloggers. São poucas mas boas.

Atente-se que não disse ali em cima que este post não seria um “enche chouriços”, porque é. Serve apenas o propósito de relembrar aos vossos defuntos readers que ainda por aqui ando.

 

 

8 thoughts on “Enchidos

    • Menino, vindo de um dos bloggers que nunca me esqueço de ler, e que mais aprecio, significa muito.
      Obrigado. 🙂
      Vou tentar alternar entre isso e umas Alheiras de Mirandela, ou mesmo uma Farinheira de vez em quando. -_-

  1. Eu encho muita chouriça a arremesso muito fardo de palha e, agora que falas nisso, é realmente estúpido porque não gosto de ler quem também o faz… Enfim, a contradição inerente à condição humana (feminina). Btw, de que loja era a camisola? 😉

    • Acredita que me obrigaste a uma revisão mental da “matéria dada”. 🙂
      Talvez tenha exagerado no nº. Mas não muito. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.