Influenza

Odeio-te. És uma puta badalhoca que não lava as mãos entre clientes. Recusei deliciosos beijos virulentos para que não me apanhasses nas tuas garras. E para quê?

Se enfermo me deixares, cativo de quentes febres em salgado suor, prometo-te que me irei rir do torpor em que me deixares, e em delírio exclamarei: “Deves pensar que é isso que me vai impedir de ver o Benfas no Sábado, deves.”

“You give putas a bad name”. 

18 thoughts on “Influenza

  1. Lá me estragaste o dia ao falares das papoilas saltitantes (até na imagem foram infelizes, tão panisgas, faz-me lembrar aquela canção do Tiny Tim “Top-toe through the tulips” e não o Bon Jovi).
    As melhoras!

  2. VdeAlmeida, foi a faixa que ficava aqui melhor.
    Também podia ter sido a “bed of roses”, mas a coisa ainda não está assim tão espinhosa.
    O muco nasal aqui para estas bandas está em grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.