Ligações em cadeia

Estava para ali a procurar um video para exemplificar de como Rectify, para além dos ingredientes necessários para ser uma grande série, tem também uma banda sonora excelente. E até encontrei o video que queria. Mas era uma grande seca visual.

Depois encontrei este video no Vimeo e fiquei automaticamente deprimido. Porque estes videos mexem comigo. É um daqueles videos em que te apercebes de como estás a deixar passar o teu tempo. Tens a noção de que acabas de ter uma depressão cliché, e que rapidamente passará depois de  dois minutos a ver Road Rages na Soviet Russia, mas ainda assim chateia.

Foda-se. E é logo um video do Chile e da Patagónia, uma das três que vão ficar eternamente na gaveta como plano.

E agora com licença que vou auditar aqui umas vendas.

 

4 thoughts on “Ligações em cadeia

  1. Fui ver o conceito dos road rages na russia ao youtube. 🙂
    Fiquei curiosa em relação à série Rectify, aparentemente tem dedinho da malta do breaking bad.

    Esses videos querem sempre animar a malta mas acabam sempre por deprimir. Não ligues muito. 🙂

    • Fiona, road rage é um conceito brutal. Os russos andam todos com câmaras no tablier já a contarem com o pior. Muito à frente.

      Rectify, para já, (vi 4 episódios), promete. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.