The lord works in mysterious ways

Antes de mais, obrigado às três dezenas de pessoas que me perguntaram se estava bem, e se precisava de alguma coisa. Não obrigado. Não preciso de nada. Já me levantei ontem da cama para comer um caldinho de carne e massa. Fiquei cheio de calor e a transpirar com todo este calor no meu apartamento de proletariado, mas com o estômago reconfortado. Mas tem sido difícil.

Não sei quanto tempo irá passar, até deixar tudo isto para trás. Ainda dói muito e todos esses clichés do género. Nada me preparou para o dia em que tudo mudou. E a partir de agora as coisas vão ser sempre diferentes para onde quer que olhe.

Logo eu que cedo descobri que o Pai Natal era na verdade o meu irmão à socapa a esconder as prendas à porta da rua. Fez questão de me mostrar que era ele o Pai de todos os Natais lá em casa. Neste caso foi um amigo que me enviou um email. Espero sinceramente que o filho da puta meu amigo tenha gonorreia durante um mês, e depois tenha que ser tratado com cortisona e fique gordo que nem um texugo, e depois tenha como único objectivo de vida ir aos castings do Peso Pesado e nunca passe das eliminatórias. Passará a ser o seu próprio Inferno de Dante com nove círculos de sofrimento sob a forma de tapetes rolantes, e saltinhos em cima de pneus, e subir colinas com pesos nos pés.

Para que não se sintam demasiado perdidos, é disto que falo, e não fazem ideia como me custa voltar a olhar para estas imagens:

São só os meus três personagens de sci fi preferidos. Eram. É assim que caem os mitos. Mas doí. Muito.

12 thoughts on “The lord works in mysterious ways

    • Tens razão, Fiona. E na noite de consoada aparece sempre nos noticiários a sair de casa e a ser ajudado pelos duendes, e o Rudolfo aparece sempre de relance. 🙂

    • Desculpa. Também foi um choque para mim. Mas no fundo são estas verdades que nos tornam mais fortes, ou nos fazem pegar numa Kalashnikov e entrar a disparar num qualquer centro comercial. -_-

    • Se por norma não gostavas dos teus presentes de Natal, é bastante provável que o meu irmão fosse aí fazer uma perninha. 🙂

      O tempo cura tudo. 🙂

  1. Opá este pedaço de texto (Espero … Peso Pesado e nunca passe das eliminatórias. ) é genial e gostava de o ver naqueles cartões de melhoras que metemos juntamente com as prendas. Adorei, mesmo muito bom! Já agora as melhoras “

  2. Troll , eu pensei durante muito tempo que o Elton Jonh estava apaixonado pela Niquita, a que trabalhava num controle de passaportes russo ( ou lá o que era) Achava que a musica era uma dedicaçao áquela pessoa que estava no videoclip.
    Anos mais tarde percebi duas coisas: Um videoclip não é uma historia veridica e o Elton jonh gosta de pescadinhas de rabo na boca.
    Estou solidaria com o teu desgosto.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.